A questão de hoje foi aplicada na prova de História do Vestibular de Verão de 2011 da PUCPR. Na segunda-feira darei a resposta correta. Boa sorte! Não se esqueça de deixar sua resposta nos comentários.

Uma das características mais marcantes da Era Vargas foi a inegável simpatia demonstrada pelos regimes fascistas da Europa. Podemos perceber essa aproximação na Constituição de 1937, conhecida popularmente como polaca, por ter sido copiada dos modelos fascistas da Polônia, Itália e Portugal, e por ter formatado o Estado Novo como uma ditadura.

Com base nesse contexto, indique a alternativa que NÃO corresponde às características da Constituição Brasileira de 1937:

A) O presidente era eleito por meio de uma eleição indireta realizada no Congresso Nacional, onde estavam representados os dois partidos (UDN e PTB) permitidos pelo sistema bipartidário previsto constitucionalmente.

B) O presidente, na condição de chefe de Estado, concentrava todo o poder e controlava o Legislativo (que não chegava a ser eleito) e o Judiciário. Seu mandato era de seis anos.

C) O governo central tinha total controle sobre os estados, podendo nomear interventores e atuar nas suas políticas internas sempre que o interesse nacional assim exigisse.

D) O presidente podia decretar o estado de emergência, que suspendia os direitos individuais, garantindo ao governo todo tipo de repressão política e policial contra pessoas e

organizações que de alguma forma representassem uma ameaça à ordem pública e ao Estado.

E) O chefe de Estado era considerado pela Constituição uma autoridade suprema e passava a ser responsável pela condução da política econômica, das políticas sociais e da política externa.