Já faz um tempo que a nova ortografia entrou em vigor, mas algumas mudanças ainda confundem muitas pessoas em seu dia a dia ou seria dia-a-dia?

Antes do novo acordo ortográfico, o certo seria grafar a expressão com hífen. No entanto, o hífen não é mais exigido nas palavras compostas que têm um artigo, preposição ou pronome como elemento de ligação.

Exemplo: Gosto de prestar atenção nos pequenos detalhes do meu dia a dia.

Além dessa expressão, outras também perderam o hífen como corpo a corpo, lua de mel, pé de moleque, carne de sol, mão de obra e dor de cotovelo, mas atenção às exceções:

1) água-de-colônia, arco-da-velha, cor-de-rosa, mais-que-perfeito, pé-de-meia (as economias de uma pessoa), à queima-roupa;

2) nomes de espécies botânicas e zoológicas como andorinha-do-mar, bem-te-vi, cana-de-açúcar, coco-da-baía, dente-de-leão, feijão-carioca, feijão-verde, joão-de-barro, limão-taiti e mamão-havaí.

Via Quem tem medo de português