10_12_engenhariaUma matéria veiculada hoje pela manhã no jornal Bom Dia Brasil destacou o que eles nomearam de “apagão da mão de obra”.

O rápido crescimento em um curto espaço de tempo do mercado da construção civil está fazendo com que faltem profissionais brasileiros qualificados, ocasionando a abertura deste mercado para profissionais estrangeiros. Só entre os anos de 2008 e 2009, o número de autorizações concedidas a engenheiros saltou de 2.700 para 3.500.

Isso também significa que, às vésperas da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos,  faltarão engenheiros para planejar e administrar essas obras.

Ainda segundo a reportagem, atualmente 32.000 engenheiros se formam por ano. Para acompanhar o crescimento desse mercado, seriam necessários pelo menos 70.000 formandos.

Só na área automobilística e na exploração de petróleo seriam necessários mais 34.000 novos engenheiros.

Confira a matéria completa na página do jornal.