Sabemos que, na Língua Portuguesa, os verbos concordam em número e gênero com o núcleo de seu sujeito. Mas a colunista da Folha de São Paulo, Thaís Nicoleti, explica neste podcast que há casos muito particulares. Por exemplo, a frase “A maioria das crianças correram” é aceita da mesma maneira que “A maioria das crianças correu”. Ouça os comentários de Thaís sobre outros exemplos. Tire suas dúvidas sobre concordância gramatical e garanta uma boa escrita