folhaSerá que a forma como você está estudando para a prova de Língua Portuguesa é a mais adequada? Na opinião das professoras Angela Mari Gusso e Rossana Finau, da PUCPR e da UTFPR, investir em memorização de nomenclaturas e definições sem aplicação prática na leitura e na produção escrita pode ser um esforço inútil. Em depoimento para o jornal Gazeta do Povo, elas lembram que as regras da forma padrão variam muito, e o emprego de uma forma pode funcionar bem para uma situação, mas não para outra. Ao invés de ficar só na “decoreba”, a leitura de jornais, revistas e obras literárias é muito mais valiosa quando o objetivo é desenvolver a leitura e a escrita.Veja as dicas das professoras aos vestiba:

Ao ler um texto de jornal ou revista observe:
* Em que seção está publicado e a qual gênero pertence: reportagem, anúncio, charge, propaganda, crônica, carta do leitor, artigo…
* Que leitor (sexo, faixa etária, escolaridade) teria interesse no assunto?
* Se a linguagem está adequada ao leitor, ao tema e ao propósito do texto: registro mais formal ou menos formal, emprego de termos técnicos, uso de gírias.
* A paragrafação e os conectores que estabelecem a sequência textual.
* As palavras empregadas com sentidos irônicos, humorísticos, metafóricos.
* Se há inversões de sentenças e os efeitos de sentidos provocados por esse recurso.
* O emprego de sinais de pontuação, principalmente os usados para dar destaque às informações (travessões, aspas, dois-pontos, parênteses) e os que destacam o emprego de discursos diretos.
* Quais expressões (conforme, segundo, etc) ou verbos (dizer, afirmar, esclarecer, etc) foram empregados para inserir discurso direto e os sentidos evocados por eles.

Ao escrever
* Pense em seu possível leitor, no propósito do texto, no tema abordado e no gênero apropriado para materializar seu discurso.
* Planeje sua escrita em um esquema para prever a ordem da apresentação das ideias e a distribuição sequencial delas.Siga sua intuição de falante e leitor ao desenvolver o texto, valendo-se dos conhecimentos sobre usos linguísticos que apreendeu no contato com textos lidos.
* Cada gênero (artigo, resumo, resenha, tira, etc) apresenta um conjunto de características recorrentes: guie-se por elas.
* Revise seu texto observando a estrutura do gênero, a seleção vocabular, a paragrafação, os conectores, a pontuação, as concordâncias, a ortografia e a legibilidade.
* Releia o texto para avaliar se o tratamento dado ao tema está claro e coerente.